MMF #7 → Como resolver a perda de sinal Wi-fi?

 

No sétimo post da série “Wi-Fi: Meu malvado favorito”, vamos falar sobre perda de sinal.

Depois de checar as configurações, é hora de conhecer as melhores práticas para aproveitar ao máximo o wi-fi em seus dispositivos. É comum ocorrer uma perda na qualidade da internet se você utiliza o wi-fi. A distribuição do sinal por wi-fi depende das condições físicas do canal sem fio, ou seja, vários fatores podem interferir na qualidade do sinal e deixar a internet mais lenta. Por exemplo, deixar o roteador próximo a objetos metálicos pode atrapalhar o funcionamento do aparelho, assim como a interferência de eletroeletrônicos; a rede wi-fi do vizinho pode atrapalhar a sua rede, e até mesmo obstáculos, como paredes e móveis grandes, podem reduzir a qualidade de seu serviço. Além disso, quanto mais distante estiver da fonte geradora do sinal, maiores vão ser os problemas enfrentados.

TV, o notebook, media center e smartphones: atualmente, diversos aparelhos dependem da Internet Wi-Fi. A conexão precisa ser dividida para ser entregue para vários dispositivos diferentes. Por isso, o ideal é evitar deixar eletrônicos conectados na Internet o tempo todo se você não estiver usando, pois muitos aplicativos podem acabar atualizando automaticamente, o que pode sobrecarregar sua rede.

Melhores práticas de utilização de cada dispositivo no Wi-fi:

– TVs Smart: Equipamentos como as Smart TVs, que normalmente são utilizadas para streaming de vídeos (ex: Netflix e Youtube), necessitam de um consumo de banda considerável, dependendo da qualidade do vídeo. Por exemplo:
→ Vídeo SD -> consumo entre 3 e 5 megas
→ Vídeo HD -> consumo entre 5 e 10 megas
→ Vídeo Full HD -> consumo entre 10 e 20 megas
→ Vídeo 4k -> no mínimo entre 25 e 30 megas.

Devido a esse alto consumo, a transmissão desse volume de dados via wi-fi acaba gerando instabilidade e perda de desempenho, salientando ainda os outros fatores que degradam a conexão wi-fi. Por isso, recomendamos usar esse tipo de equipamento sempre conectado ao cabo.

– Consoles de Videogame:
Seguindo a mesma linha de raciocínio das Smart TVs, os consoles de videogame também necessitam de uma conexão mais estável. É comum os jogadores utilizarem os consoles para fazer streaming das suas partidas online, e isso exige um consumo razoável da banda de upload. Por isso, qualquer oscilação pode prejudicar a transmissão. Todo mundo que joga online sabe que o mais importante em uma partida é o ping baixo (ou latência baixa), quanto menos, melhor, e é praticamente impossível manter uma latência baixa jogando via wi-fi. Então vamos combinar: videogame, só no cabo!

Em breve voltaremos com mais mitos e verdades sobre o nosso malvado favorito, o wi-fi 🙂